domingo, 11 de abril de 2010

Sinais 'da meia-noite'

___________________________________


Ladrão que sou,
ninguém percebe
as asas que escondo,
os sinos que
sonho!(s) esculpidos.
Eu nunca fui desse mundo,
Se respondo ao acaso,
é que perguntei-lhe sobre esse chão de GIZ.
(Salve Zé! Ramalho de versos consumados).
Ramo daquela folha velha.. na beira-mar.

__________________________________________________

video

Um comentário:

♫ adocica meu amor, adocica...adocica meu amor a minha vida. =)