quarta-feira, 28 de julho de 2010

Foi levando qualquer coisa minha!

No começo foi assim: O luar não escurecia, tua voz me beijava, tuas tatuagens me acordavam. Aí você se cansou de ver tudo bonitinho e o jardim florido. Você começou a me faltar, amor! Quando dei por mim, você já tinha ido. Foi lá se amarrar nos cabelos dela espalhados, macios, sedosos. Você não veio, amor! E tava frio. Meu orgulho ferido desvanecera-se e eu tentei por vezes te ligar. Recuperei minha coragem a tempo. Já aceitei a idéia de me deixar ir embora também. Perdão se só te culpei, sou parte integrante dessa fuga. Teus sinais estavam fracos, como pilhas de controle de TV começando a perder a força. Insisti e funcionou. Já nem  preciso trocar as pilhas, a TV queimou!

3 comentários:

  1. Muito bom!!! Já nem preciso trocar as pilhas, a TV queimou!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Tem um presentinho meu pra ti,lá no meu blog. Vem ver!!! ^^

    ResponderExcluir

♫ adocica meu amor, adocica...adocica meu amor a minha vida. =)